top of page

Artigos

Acupuntura no tratamento da ansiedade no climatério

O climatério é um período de transição do ciclo reprodutivo para não reprodutivo, advindo de uma hipofunção ovariana, caracterizando alterações somáticas, psicológicas e hormonais na vida da mulher na faixa etária entre 35-65 anos, culminando com o fim da menstruação, fase chamada de menopausa. Neste período são relatadas alterações no organismo de forma global que pela sua amplitude, constituem a síndrome climatérica com queixas relacionadas a ondas de calor, osteoporose, dores musculares, enxaquecas, diabetes, hipertensão, atrofia e secura vaginal, insônia, depressão e ansiedade.

Um estudo científico teve como objetivo avaliar o efeito da acupuntura na ansiedade em mulheres no climatério e nos sintomas psicofísicos relacionados à síndrome climatérica.

Conclusão: O uso da acupuntura na redução da ansiedade no climatério e dos sintomas relacionados à síndrome climatérica foi eficaz, com efeitos indesejáveis apenas no grupo placebo.  

 

Outra pesquisa reuniu cinco mulheres, dos 40 aos 60 anos, considerando os critérios de inclusão e exclusão.

 

Cada participante recebeu 12 sessões de atendimento, uma vez por semana, durante três meses. O tratamento foi realizado com técnicas de acupuntura, auriculoterapia e moxabustão.

 

Muitos dos pontos escolhidos foram para tratar as questões como ansiedade, tristeza e insônia. Os resultados se mostraram positivos na maioria das queixas relatadas. Com isso, concluiu-se que as técnicas da MTC possuem efeitos positivos no climatério. 

 

Um estudo de caso realizado na Universidade federal do Parana pelo psicólogo e pesquisador André luiz Picolli mostra a eficácia do tratamento da ansiedade pela acupuntura.A partir da 4° sessão o autor observou uma melhora significativa do paciente com relato de alívio dos sintomas a partir da sexta sessão de tratamento.Na prática em meu consultório, uso LaserAcupuntura, Acupuntura, EletroAcupuntura ou Auriculoterapia para tratar ansiedade, com ótimos resultados.Se você sofre de ansiedade ou qualquer outro problema emocional e quiser experimentar acupuntura, agende um horário e conversaremos para ver como posso te ajudar.

Referências:

Acupuntura no tratamento do climatério Revista Contribuciones A la Ciencias Sociales Vol.16.n° 8( 2023);

Revista de Enfermagem UPPE,Recife,v.8, n.6, p.1538-1544, jun 2014.

Insônia e auriculoterapia

A insônia é uma queixa frequente entre as pessoas, e a auriculoterapia tem sido empregada como tratamento complementar para a melhora deste quadro. A principal vantagem em relação ao tratamento convencional, baseado em medicação psicotrópica, é que não produz efeitos colaterais nem dependência química.

Estudos mostram que auriculoterapia apresenta resultados positivos no tratamento da insônia, aumentando as horas dormidas, o tempo de conciliação do sono e a maior disposição ao acordar.

 

Um trabalho com a finalidade de avaliar o efeito da auriculoterapia sobre a qualidade do sono em profissionais de enfermagem de hospital oncológico com sintomas de estresse.

 

Com uma amostra de 80 voluntários, sendo 40 no grupo controle e 40 no grupo intervenção. A intervenção foi a auriculoterapia chinesa, com sessões semanais por seis semanas. Resultado: Melhorou a qualidade do sono e seus distúrbios.

Auriculoterapia em pacientes fibromiálgicos, os quais reportavam dor e insônia.

Devido a dor, o paciente tem dificuldades não só para iniciar o sono, mas permanecer neste. Um recurso terapêutico utilizado para se combater a dor e melhorar os quadros de insônia que, a cada ano que passa, consegue mais adeptos é a auriculoterapia.

 

O objetivo desse estudo foi verificar se após 4 aplicações de auriculoterapia, as voluntárias apresentariam melhoras nos quadros de dor e insônia.

 

Foi aplicado auriculoterapia 4 vezes em um mês, sendo uma vez por semana em 7 voluntários, com idade entre 25 e 65 anos.

 

Resultado: As voluntárias apresentaram melhora em ambos os quesitos, sendo a auriculoterapia uma técnica eficaz na melhora da dor e sono em mulheres com fibromialgia.

Referências:

``Auriculoterapia e qualidade do sono em profissionais de enfermagem com estresse: estudo piloto. Emilley Siqueira Cordeiro, Gisele Kuba, Ruth Natalia Tereza Turrini.

``Revista Uniandrade.

Auriculoterapia como recurso terapêutico para pacientes com fibromialgia que apresentam queixas de dor e insônia.

Samara Maria Bettine, Danielle Parisoto.

Ryodoraku: instrumento de diagnóstico bioenergético

O Ryodoraku é um método de avaliação criado pelo Dr. Nakatani, na década de 50, no Japão.

O Dr. Nakatani comprovou que existem pontos eletropermeáveis (com baixa resistência elétrica) presentes no corpo humano (acupontos) que se distribuem em canais de energia, com características próprias, diferentes entre si.

 

Aprofundando seus estudos, o Dr.Nakatani conseguiu construir um sistema capaz de ler e registrar fisicamente os dados bioelétricos desses pontos eletro permeáveis.

 

Assim sua forma de diagnosticar a corrente elétrica nos canais dos meridianos, aliada a anamnese do MTC, que aborda e vê o ser humano como todo, permite que se faça um diagnóstico preciso no equilíbrio energético.

 

Estudos científicos mostram a eficácia do método.

 

Dos cinquenta e oito atletas com tendinite patelar, tratados com Eletro Acupuntura mais Método Ryodoraku tiveram alívio completo da dor e retorno à atividade esportiva prévia, 43 pacientes.

 

Os autores concluem que a Eletro Acupuntura mais Método Ryodoraku é um método eficaz de fácil execução e baixo custo operacional; necessitando um pequeno número de aplicação para a obtenção do alívio da dor.

Outro estudo avaliou o efeito da Acupuntura na qualidade de vida e no tratamento da dor em pacientes com fibromialgia.

Referências:

``Tratamento e folow-up da tendinite patelar (jumper`s knee) com Eletro Acupuntura Ryodoraku.

Satiko Tomikawa Imamura, Marta Imamura, Mara Martins Amatuzzi, Nelson Soares.

Acta Fisiátrica-V.2N.1(1995)

``Tratamento da dor pós cirurgia cardíaca com Eletro Acupuntura mais Método Ryodoraku.

Imamura, Satiko Tomikaua, Dahi, Inês KabaYashi, Imamura, Marta.

Med.reabil;(22): 13-4, abr. 1989.ilus

Terapia Ilib, como funciona na Acupuntura?

A terapia Ilib ( irradiação vascular do sangue com laser), conhecida como Ilib modificado, é uma técnica que potencializa os efeitos da acupuntura tradicional, estimulando a homeostase e o equilíbrio energético do paciente e que devido ao seu efeito sistêmico, a energia percorre todos os meridianos do corpo promovendo efeitos como controle de inflamação, analgesia por liberação de opioides endógenos, melhora da vascularização, oxigenação e nutrição dos tecidos, combate aos radicais livres e ajuda a fortalecer o sistema imunológico.

A terapia Ilib também promove a melhora das funções celulares, é indolor, não invasivo, ajuda na prevenção e tratamento de diversas doenças, favorecendo o rejuvenescimento, o bem estar e a qualidade de vida dos pacientes.

Estudos científicos mostraram a ação da terapia Ilib em problemas cardíacos e diabetes, diminuindo a inflamação, melhorando o processo cicatricial, aumentando a microcirculação e causando vasodilatação.

 

Além disso, a terapia com laser endovenoso leva a diminuição de corpos cetônicos e metabólitos de glicose em pacientes diabéticos.

 

Outro estudo através de revisão sistemática para analisar e destacar evidências científicas da importância do uso da irradiação intravascular do sangue mostrando o potencial da ação da fototerapia com Ilib. Participaram 401 pacientes sendo que 246 que tinham alterações sistêmicas, que receberam aplicações de Ilib, no qual resultou em efeitos benéficos ao tratamento de todos os participantes. A irradiação sanguínea por laser intravascular como terapia complementar de doenças crónicas, agudas e degenerativas mostrou-se eficaz após os testes e aplicações realizadas.

 

Todos os pacientes apresentaram melhoras na sobrevida, alcançando resultados maiores do que os obtidos sem a aplicação do Ilib.

 

Com isso, concluiu-se que a aplicação da fototerapia com Ilib apresentou uma maior taxa de sucesso do que em pacientes que não foram irradiados.

Referências:

Ilib: A importância do uso da irradiação intravascular do sangue.

Archives of Health Investigation, 7. Recuperado de https://www.archvealtyhinvestigation.com.br/Archi/article/view/3734.

Dor Crônica

A dor crônica, é aquela que persiste por mais de três meses e, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 30% da população em todo mundo são afetadas por algum tipo de dor constante.

A acupuntura atua ativando o sistema nervoso central para liberar neurotransmissores, como as endorfinas, que são os analgésicos naturais do corpo.

Esse processo não apenas reduz a percepção da dor, mas também promove a regeneração celular e a redução da inflamação, elementos fundamentais no manejo da dor crônica.

 

Evidências científicas, através de estudos, têm reforçado a eficácia da acupuntura no tratamento da dor crônica.

 

Pesquisas mostram que a estimulação dos acupontos desencadeia respostas fisiológicas que afetam diretamente as vias neurais responsáveis pela transmissão da dor, proporcionando alívio duradouro.

 

Dentre as diversas condições associadas a dor crônica, destacam-se: Dor nas costas, enxaquecas e cefaleias tensionais, artrite, síndrome fibromiálgica, síndrome dolorosa miofascial.

A Medicina Tradicional Chinesa (MTC), no tratamento de doenças, mesclou-se à Medicina Ocidental, especialmente no tratamento de algumas condições álgicas e psicossomáticas. Entre as várias técnicas, a Acupuntura é uma das mais utilizadas.

 

A inclusão da Acupuntura nos programas multidisciplinares de tratamento da dor, incluindo os de natureza músculo esquelética, contribui para o controle da dor, da ansiedade, da depressão, de anormalidades do sono e da qualidade de vida dos doentes com dor crônica.

Acupuntura no tratamento da enxaqueca

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a enxaqueca é a segunda maior causa de incapacidade global, ficando atrás apenas da lombalgia. Geralmente, surge na puberdade e afeta, principalmente pessoas com idade entre 35 e 45 anos.

A enxaqueca é uma doença neurológica, genética e crônica cuja principal característica é a dor de cabeça latejante, em um ou nos dois lados da cabeça.

 

Outros sintomas muito comuns da enxaqueca:

Sensibilidade à luz, a cheiros, ao barulho;

Náuseas, vômitos;

Sintomas visuais;

Auras da enxaqueca;

Tonturas, sensibilidade a movimentos ou passar mal em viagens de carro, ônibus, barco.

 

Evidências científicas mostram a efetividade da utilização da técnica da Acupuntura como terapia no tratamento dos pacientes portadores de cefaleia.

 

Os resultados que foram obtidos evidencia que a Acupuntura no tratamento dos portadores de cefaleia, apresenta eficácia terapêutica como forma única ou coadjuvante utilizando-se de estímulos ao Sistema Nervoso Central pelos acupontos, onde ocorre a liberação de endorfina, dimorfina e opioides, levando a diminuição da intensidade da dor, número de crises e consumo de medicamentos, não apresentando efeitos colaterais.

 

Outro estudo feito no Cecom, Centro de Saúde da Comunidade da Unicamp, com o objetivo de mostrar a importância e eficácia do uso da Acupuntura nos pacientes diagnosticados com enxaqueca.

O trabalho mostra que os pacientes que receberam Acupuntura, tiveram melhora já a partir da segunda sessão.

Concluindo-se que a Acupuntura tem sido eficaz no tratamento desta doença.

 

Na prática costumo usar Auriculoterapia, Acupuntura e ou Laser Acupuntura com ótimos resultados.

Eletro Acupuntura

Atua com estímulos elétricos de baixa frequência nos pontos de Acupuntura, potencializando os resultados da acupuntura.

Nesse método, as agulhas são conectadas a um dispositivo que gera pulsos elétricos, intensificando os benefícios terapêuticos.

E para as pessoas que não se sentem confortáveis com as agulhas, é colocado eletrodos de superfície, de maneira não invasiva e faz-se a Eletro Acupuntura, com ótimos resultados.

 

Benefícios da Eletro Acupuntura: Neuro moduladora, regeneradora, anti-inflamatória, analgésica, precisa, segura.

 

A Eletro Acupuntura proporciona alívio eficaz em casos de dores agudas ou lesões graves; nas dores crônicas oferecendo uma alternativa para o tratamento de longo prazo, ajudando a reduzir a dependência de analgésicos e melhorando a qualidade de vida; no tratamento do estresse, ansiedade e depressão, influenciando positivamente nos sistemas neuroendócrinos e neurovegetativos, contribuindo para o equilíbrio emocional. A liberação de endorfina também pode ter efeito antidepressivo.

 

Ajuda a reduzir os sintomas de estresse, ansiedade e depressão, promovendo um estado emocional mais equilibrado e tranquilo.

 

Nos distúrbios do sono, promovendo um relaxamento muscular e a influência positiva nos padrões neurovegetativos podem contribuir para melhorar a qualidade do sono.

 

Na TPM e sintomas associados, dependência química, ajudando os indivíduos a superarem a fase de abstinência.

 

Contra indicações:

Durante o primeiro trimestre da gravidez

Próximo ou em cima da região do útero durante qualquer período da gestação.

Pacientes inconscientes ou sem capacidade de comunicação.

Pacientes febris, com septicemia, tuberculose ou em outros locais com infecção ativa.

Na cabeça em crianças menores de 12 anos.

Seios carotídeos ou próximos à laringe.

Na região anterior do tórax em pacientes com problemas cardíacos severos, principalmente arritmia.

Marca-passos e outros dispositivos que controlam a função do coração.

Estimulação intensa (especialmente frequências altas) devem ser evitadas em pacientes hipertensos e com arritmias.

 

Referências: 

``Minuto Saudável

 Eletro Acupuntura: Fundamentos para prática clínica- Fábio Barbosa Athaíde.

bottom of page